Máquina para escrever em Japonês / Japanese Typewriter / …日本のタイプライター

Diferente das máquinas de datilografia, que por sua natureza exigem o uso dos dedos das mãos, esta máquina requer que se movimente o estojo de caracteres com a mão direita mediante o uso de um manete e de um pressionador com a mão esquerda.

Esta máquina completa possui 2205 pinos (ou tipos de impressão), representando caracteres dos três alfabetos do Japão mais o alfabeto latino. Todos os tipos são móveis e utilizados para impressão um a um por um mecanismo que retira do estojo o pino a ser impresso e o pressiona numa fita com tinta. Um mecanismo da máquina insere uma haste no sulco do pino para retirá-lo da gaveta e fixá-lo no conjunto de impressão.

A seleção dos tipos requer boa visão em muito conhecimento dos símbolos e ideogramas, bem como de sua localização na planta.   Embora cada caractere em japonês possa ter o significado de uma palavra no caractere latino, a seleção do caractere ou ideograma é como o brinquedo “onde está Wally’, pois deve-se selecionar um entre 2205.

Os três alfabetos em japonês contidos na planta são: Em negrito pertencem ao alfabeto Katakana, os caracteres agrupados sob as letras minúsculas a,b,c,d,e,f,g,h,i e j são do alfabeto hiragana e os ideogramas são do alfabeto Kanji. Nas colunas extremas superior, esquerda e direita encontramos os caracteres latinos e os números arábicos, nossos conhecidos.

O processo de seleção está em um manete, com extremidade vazada, a qual funciona como uma  seta que pousa sobre o desenho do caractere. A perfeita sincronização do estojo contendo os tipos com os desenhos impressos na planta é condição indispensável para bom funcionamento da máquina.

Recebemos os tipos empacotados e tivemos que montar um a um, o que foi uma tarefa quase impossível, mesmo colocados aleatoriamente. Os tipos só podem ser colocados de um modo, com um sulco em meia-lua voltado para frente e em ordem inversa da que aparece na planta. Por estarem em negativo, e serem minúsculos, se torna uma tarefa extremamente demorada.

O sr. Kyota Sugimoto inventou, em 1915, o primeiro modelo de máquina para escrever em japonês usando os ideogramas Kanji. Por sua importância, foi considerada uma das dez maiores invenções japonesas pelo Instituto Japonês de Patentes, durante a celebração do centésimo aniversário do instituto, em 1985.

Data:                   Provavelmente década de 1960 e 1970. Algumas podem ter sido produzidas ainda na década de 1980.

Inventor:             Kyota Sugimoto (1882 – 1972)

Marca:                 Nippon Type

Modelo:              SH-280, lançado em 1929.

Número:             Chasssis 15153, estojo 153350

Empresa:            Japan Typewriter Co. Ltd. (depois Canon Semiconductor Equipment.)

Origem:               Tokyo – Japão

Estado atual:     Funcional demonstrativo. Falta o manete de movimentação do estojo, que é uma peça fundamental, os roletes das bandejas estão muito danificados, o acionador de liberação do carro está quebrado e faltam 78 tipos de impressão.

Ref.: 152-10

Fontes:
historysanjose.org/wp/the-first-japanese-typewriter-a-100-year-old-mechanical-marvel-with-2450-characters/
alfabetocompleto.com/japones/
blog.gatunka.com/2009/09/30/japanese-typewriters/
 

Um comentário sobre “Máquina para escrever em Japonês / Japanese Typewriter / …日本のタイプライター

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s