Ventoinha para forja portátil/ Portable blacksmith forge drawing

O uso dos metais remonta a aproximadamente 7 mil anos. Para derreter ou mesmo amolecer o cobre ou o ferro é necessário alta temperatura. Esta é alcançada com ventilação forçada. Os primeiros ventiladores forçados foram os foles, sacos de couro que, pressionados forçam a saída de ar por um duto abaixo das brasas. Esse processo foi gradativamente melhorado e dentre as várias formas de ventilação forçada foram feitas as ventoinhas em caracol, onde com uma mão o ferreiro gira a manivela enquanto com a outra manipula o objeto que está no fogo.

Esta ventoinha é parte de um conjunto, onde é acoplada a um pequeno contêiner onde é queimado o carvão e aquecido o ferro em brasa para que o ferreiro molde a peça segundo a encomenda, martelando sobre ela.

Embora ainda existam essas peças, as forjas portáteis com ventoinhas movidas a motores elétricos as substituíram e também estão em franco desaparecimento em virtude de toda sorte de produtos serem produzidos em escala industrial.

Data:                    Desconhecido, provável entre 1900 a 1960.
Origem:               Brasil
Marca:                 Ideal – Rio de Janeiro
Estado atual:      Funcional demonstrativo

Adiante estão as fotos de uma forja completa que encontramos no site OLX de Portugal, de um desenho de funcionamento de uma forja, obtida no site wcwelding.com, e do desenho de uma ventoinha, patente número US 869247A, concedida a Henry B Keiper em 29 de outubro de 1907.

Ref.: 172-15

2 comentários sobre “Ventoinha para forja portátil/ Portable blacksmith forge drawing

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s